A Terapia Manual

É um conjunto de conceitos e técnicas fisioterapêuticas corretivas e preventivas que

aplicamos manualmente sobre tecidos moles (muscular, fascial, ligamentar (tendinoso e nervoso) 

e articulares que estejam em restrição de mobilidade, desordem mecânica ou bloqueio funcional.

O objetivo deste sistema de tratamento é obter de forma direta ou reflexa, reações fisiológicas que reorganizam funcionalmente as propriedades dos tecidos, minimizando e extinguindo suas manifestações

dolorosas, evitando recidivas.

 

A ação manual é realizada dentro dos limites fisiológicos teciduais, respeitando a sintomatologia de cada paciente.

Trata-se da utilização terapêutica das mãos de forma ordenada, metódica, treinada e científica, a partir de uma anamnese minuciosa e detalhada, associada a avaliação funcional rigorosa, que tem como finalidade a definição

do diagnóstico cinético-funcional individual.